Botando tudo na ponta do lápis… QUANTO CUSTA para criar um FILHO do nascimento a uma profissão?

2018-05-14T16:24:05+00:00 14/05/2018|Formar Herdeiros|

FILHOS não são BARATOS, mas VALEM cada centavo! PLANEJE O ORÇAMENTO para tê-los com segurança.

Quanto custa criar um filho? Barato nunca é, mas… a conta fica exatamente em quanto?

Na ponta do lápis. Vamos imaginar uma família de classe média baixa, com renda mensal líquida de até R$ 5 mil (somando-se o salário do marido com o da mulher, já livres de impostos). Essa família pode chegar a empatar cerca de R$ 1 MIL POR MÊS nos gastos relacionados à criação de um filho. Destes R$ 1 mil, cerca de 50% ou R$ 500,00 serão destinados à EDUCAÇÃO particular, incluindo aí a mensalidade da escola, transporte, uniforme e material escolar, o “pacotão” completo da educação. A educação é seguramente o item que mais pesa no orçamento da criação de um filho, mas não o único. Em seguida, com cerca de 15% de participação, o que dá R$ 150,00 por mês, vem o item VESTUÁRIO, e mais outros R$ 150,00 em média serão gastos com ALIMENTAÇÃO, inclusive lanche na escola (quando for o caso). Para gastos com SAÚDE, englobando um plano de saúde complementar, eventuais consultas com médicos não cobertos nesse plano e remédios, pode contar aí uns 10% da verba mensal destinada a criar tal filho, resultando em R$ 100,00 de desembolso médio mensal. Por fim, sobrarão outros R$ 100,00 para gastos com LAZER e diversos. Assim, lá se foram R$ 1 mil líquidos por mês, em média, todo mês, para custear um único filho. Sim: sendo dois o valor praticamente dobrará!

Mais à frente. Na fase do filho UNIVERSITÁRIO, este gasto provavelmente dobrará, nem tanto por causa da mensalidade da faculdade mais alta (hoje equiparável à mensalidade de uma escola particular), mas principalmente porque o jovem atingirá sua maioridade civil, embora ainda esteja longe de ter sua maioridade financeira. Em outras palavras, ele demandará mais, e provavelmente não terá para bancar-se financeiramente. Após os 18 anos, seu filho passará a ter uma VIDA SOCIAL mais intensa, e quase certamente lhe pedirá dinheiro para baladasroupas de grife, eletrônicos e viagens, além de um CARRO da família que muitas vezes acabará sendo disponibilizado a este filho, gerando despesas com combustível, seguro, manutenção e multas de trânsito.

Seu filho, seu tesouro! Colocando tudo na ponta do lápis, os gastos para criar seu filho ATÉ OS 23 ANOS, entregando ele ao mundo formado, com uma profissão nas mãos para poder caminhar com “os próprios bolsos”, a conta total ficará em torno de R$ 330 MIL. E isto vale para uma família de classe média baixa, com base na realidade da qual fizemos estas contas, considerando um orçamento bem enxutinho! Se for para a classe média média, o valor facilmente dobrará, e já para um família de classe média alta, esta soma triplicará, indo para cerca de R$ 1 MILHÃO, senão mais! Agora veja: o propósito de enxergar direito o custo de um filho, não é desencorajar futuros papais e mamães, nem fazer os que já são pais e mães sofrerem com esta dura realidade financeira. O que desejo é dar correta VISIBILIDADE aos pais do tamanho do desafio financeiro, para que possam se planejar corretamente,  realizando este precioso projeto de vida com total SEGURANÇA financeira, sem medo de ser feliz. Ter um filho é certamente a decisão mais cara que você tomará em sua vida financeira, mas provavelmente também será a de melhor relação custo X benefício (pode perguntar a pais e mães por aí e você verá)!

Quer boas ideias, técnicas e ferramentas para FORMAR HERDEIROS e dar A VIRADA NA VIDA FINANCEIRA? Fique tranquilo: eu e os melhores EDUCADORES PRÓSPEROS® deste país jamais vamos deixar isso tudo lhe faltar! Vem com a gente… e VAMOS PROSPERAR!

Prof. Marcos Silvestre | Mentor de Coaching Money® do PROFE®

PODCAST

Gostou deste CONTEÚDO sobre DINHEIRO & NEGÓCIOS? Dê SUA OPINIÃO aí nos comentários!