Muito se fala sobre DIREITOS DO CONSUMIDOR, mas… qual a melhor forma de GARANTIR estes direitos?

2018-05-02T10:14:49+00:00 02/05/2018|Controlar os Gastos|

A melhor forma de GARANTIR SEUS DIREITOS DE CONSUMIDOR… é aprender a ECONOMIZAR!

Mas… economizar? Algo que eu lamento muito nesta importante área do conhecimento que constitui as Finanças Pessoais é o significado que a palavra ECONOMIZAR acabou tomando com o passar do tempo. A maior parte das pessoas a quem você perguntar o que significa “economizar” vai lhe dizer: “deixar de gastar” ou, pelo menos, “evitar gastar”. Estas definições de “economizar não chegam a estar erradas, mas são incompletas, acabam dando a ideia enganosa de que FAZER ECONOMIA é só para quem tem pouco dinheiro ou é mão fechada.

Nada disso: economizar é se planejar bem e se controlar direito para dar um DESTINO MAIS PRÓSPERO para os recursos que você tem em mãos! Economizar é cuidar melhor dos recursos financeiros a sua disposição, para satisfazer melhor suas NECESSIDADES, atender melhor suas PREFERÊNCIAS, ficando sempre dentro de suas POSSIBILIDADES, e ainda conseguindo conquistar seus principais sonhos de compra e consumo! Economizar é deixar de gastar com algo menos importante para gastar com algo mais importante para sua prosperidade!

Cuidado! Quem quer economizar deve se manter sempre alerta em relação aos GASTOS SUPÉRFLUOS.  Essa é uma questão bastante controversa: o que é totalmente supérfluo para mim pode ser absolutamente essencial para você, e vice-versa. Quem deve decretar o que é “supérfluo” ou não na sua vida financeira será você mesmo. Para facilitar, eu recomendo que você se faça três perguntas simples e certeiras:

  • “Se não fizer esse gasto agora, isso vai me fazer muita falta nos próximos seis meses?” Talvez seja só uma questão de empolgação momentânea, que vai passar poucos dias depois que aquela caríssima peça de roupa nova se misturar com as roupas “velhas” em seu guarda-roupas. Talvez aquela nova roupa vá se provar algo SUPÉRFLUO na sua vida. Se for mesmo o caso… tesoura nela!
  • “Eu tenho o suficiente para pagar à vista, sem fazer mais uma dívida?” Porque, se não tiver, você não vai querer tomar emprestado para comprar aquela TV top de 60 polegadas e depois ficar reclamando da grana que vai na conta de luz! Se é algo SUPÉRFLUO, desproporcional a seu padrão de vida, inclusive caro demais para manter, não faz sentido, e pode acabar empobrecendo você!
  •  “Eu creio mesmo que esse é o melhor jeito de gastar esse valor, comparando com outras formas de desembolsá-lo?” Antes de pegar a carteira para torrar dinheiro na compra de alguma mercadoria qualquer, tente pensar em outra coisa bem legal que você poderia comprar com o mesmo valor.  Se acabar desistindo, fica comprovado que era um típico caso de compra de SUPÉRFLUO, mera paixão fugaz, e não aquele amor genuíno que justificaria levar a mercadoria para casa.

Quer boas ideias, técnicas e ferramentas para dar A VIRADA NA VIDA FINANCEIRA e GARANTIR SEUS DIREITOS DE CONSUMIDOR? Fique tranquilo: eu e os melhores EDUCADORES PRÓSPEROS® deste país jamais vamos deixar isso tudo lhe faltar! Vem com a gente… e VAMOS PROSPERAR!

Prof. Marcos Silvestre | Mentor de Coaching Money® do PROFE®

PODCAST

Gostou deste CONTEÚDO sobre DINHEIRO & NEGÓCIOS? Dê SUA OPINIÃO aí nos comentários!