Todo EMPREENDEDOR quer sempre que seu negócio VENDA MAIS: praticar PREÇO BAIXO ajuda?

2018-05-05T16:14:54+00:00 07/05/2018|Replanejar meu Negócio|

PREÇO BAIXO no seu negócio pode ser bem diferente de PREÇO COMPETITIVO!

Para começo de conversa… Muitos best-sellers já foram (e serão) escritos somente sobre esse assunto que é, de fato, importantíssimo para o sucesso de um negócio: as VENDAS! Sem um volume firme de faturamento mês após mês, ano após ano, não há gestão miraculosa que consiga fazer o negócio ir para a frente. Aqui lhe darei algumas rápidas observações sobre minha visão prática de vendas, hoje focando principalmente na questão do PREÇO.

Entender para vender. Só há um tipo de produto ou serviço que vende: o que o CLIENTE QUER. Não adianta o empreendedor achar que sua oferta é de qualidade, se essa qualidade não for percebida pelos potenciais compradores. Lembro-me de um empresário do setor metalúrgico indignado porque seus compradores não se importavam com o fato de suas maçanetas e seus puxadores serem maciços, e não ocos, como os oferecidos no mercado (e por isso custavam “apenas” 10% a mais que as peças “vagabundas” dos concorrentes, na opinião dele). Os compradores não se atentavam para isso na hora da compra e, provavelmente, também não o fariam durante o uso. Resultado: PRODUTO CARO que vende menos, porque, na prática, não é o que o cliente quer!

Brezínio! Também não adianta querer cobrar um preço que o consumidor simplesmente não está disposto a pagar: a mercadoria vai encalhar! E isso independente de estarmos pensando em um preço oferecido com desconto BAIXO OU ALTO. Lembro-me de uma empresária um tanto visionária que, três décadas atrás, já oferecia ao mercado móveis certificados com madeira de reflorestamento, quando a indústria moveleira ainda vivia do mais bárbaro extrativismo de madeira nobre da natureza. Só que os móveis de sua fábrica, por conta disso, eram um pouco mais rústicos em sua aparência e saíam 30% mais caros: encalharam! Mesmo após dar um acentuado desconto para ver se a coisa ia, não houve demanda suficiente.

Atenção! Aliás, não adianta baixar o preço loucamente, operando com PREJUÍZO, numa tentativa amadora de conquistar mercado. Se a estratégia lhe trouxer mesmo clientes (nem sempre é o caso), no momento seguinte você perceberá que “ganhou, mas não vai levar”, porque quem vende com prejuízo, quanto mais vende, mais perde! Assim, dá para concluir que nem sempre PREÇO BAIXO é sinônimo de PREÇO COMPETITIVO!

Conheça seu cliente! Bem, deu para perceber que, sem conhecer profundamente o cliente e adequar sua oferta da maneira mais justa possível a seus gostos, suas preferências e suas possibilidades financeiras, não haverá vendas… e, portanto, não haverá negócio! CONHEÇA SEU CLIENTE… e venda mais!

Quer boas ideias, técnicas e ferramentas para dar A VIRADA NA VIDA EMPREENDEDORA e ter MAIS VENDAS E CAIXA? Fique tranquilo: eu e os melhores EDUCADORES PRÓSPEROS® deste país jamais vamos deixar isso tudo lhe faltar! Vem com a gente… e VAMOS PROSPERAR!

Prof. Marcos Silvestre | Mentor de Coaching Money® do PROFE®

PODCAST

Gostou deste CONTEÚDO sobre DINHEIRO & NEGÓCIOS? Dê SUA OPINIÃO aí nos comentários!